surfcoach Enjoy Surf project

COMO MELHORAR A TUA TÉCNICA DE SURF: DICAS DE TREINADOR

Diz-se muitas vezes que o surf é um desporto bastante frustrante. Podemos demorar anos a melhorar a nossa técnica no surf, quer seja para conseguirmos surfar o nosso primeiro tubo, fazer aquela re-entry de fim de onda ou apenas surfar uma boa onda até ao fim.

 

Qualquer que seja o teu objetivo, o esforço é imenso mas a recompensa não tem preço.

 

Quantas horas passamos a assistir a vídeos de surf, seja como um escape, para nos inspirarmos ou simplesmente para tentarmos procurar estratégias que melhorarem o nosso surf. Procuramos também adaptar constantemente o nosso equipamento de surf ao nosso nível de evolução. 

Paradoxalmente, poucos são aqueles que investem nos meios certos para progredir no melhor sentido.

 

O mundo do surf tem-se reestruturado nos últimos anos existindo cada vez mais profissionais que oferecem serviços que nos ajudam a progredir no surf independentemente do nosso nível.

 

Em particular, pensa-se muitas vezes que o surfcoaching é um serviço reservado apenas a profissionais do surf que procuram obter as melhores pontuações nas competições. A realidade é muito diferente: o acompanhamento de um treinador de surf pode ser um apoio para todos os surfistas.

 

Se tiveres interessado em começar a praticar surf, consulta o nosso artigo anterior: 5 razões para começar a surfar.

 

Para os que já descobriram a magia do surf hoje damos a palavra ao Diogo, treinador de surf do Enjoy Surf Project.

 

Diogo, surfcoach do Enjoy Surf Project

Enjoy Surf Project
Diogo - Enjoy Surf Project

 

Primeiro conta-nos um bocadinho como nasceu o teu projeto, qual o teu percurso no surf e como surgiu a decisão de te tornares treinador de surf.

 

Olá! Desde já parabéns pela vossa iniciativa e pelo que estão a fazer pelo surf, e obrigado por me contactarem!

Então, eu estou no surf desde que me lembro. Comecei por volta dos 6 anos competindo até ao final das camadas juniores.

Enjoy Surf Project surgiu de uma forma muito natural, e quase até, sem iniciativa minha (risos). Um dia fui contactado por um rapaz que me queria comprar algumas pranchas, e uns tempos mais tarde, esse mesmo rapaz, em simultâneo com outras dois amigos meus (que não se conheciam), perguntaram se havia a possibilidade de os treinar dando algumas dicas. Eu achei graça e avancei com os 3. A partir daí, foi um bocado o boca-a-boca que me levou a conhecer todas as pessoas com quem trabalho e trabalhei e que levou o projeto a chegar até aqui.

 

A decisão de me tornar treinador foi também natural. À medida que fui tendo mais contactos de pessoas interessadas em treinar comigo, vi-me na obrigação de estudar cada vez mais áreas do treino e fazer eu também mais surf para ter contacto com mais estímulos. A partir de uma certa altura, senti que já tinha bases suficientes para começar a estruturar a carreira como treinador deste desporto espetacular que é o surf.

 

Numa resposta mais geral, digo-vos que o treino de surf é para qualquer pessoa que queira evoluir qualquer aspeto do surf, quer seja físico, técnico, ou psicológico em condições específicas

 

Treino de Surf: Para quem? Quando?

 

Costumo dizer que, consoante o nível do surfista, existem vários tipos de treino. Numa resposta mais geral, digo-vos que o treino de surf é para qualquer pessoa que queira evoluir qualquer aspeto do surf, quer seja físico, técnico, ou psicológico em condições específicas. Numa postura mais “relaxada”, o treino é também para qualquer pessoa que queira simplesmente adquirir ferramentas para usufruir mais de cada onda.

surf Portugal
surfcoaching

 

Qual a diferença entre um treinador de surf e um instrutor de uma escola de surf?

Acho que isso vai depender um bocado do foco da escola de surf que estamos a falar. Mas nos últimos anos tenho visto o comum instrutor de surf cada vez mais com um papel de animador turístico, enquanto o treinador de surf está mais focado na formação desportiva e na performance.

 

 

 

Qual a importância de ter um treinador de surf para atingir resultados ao longo prazo?

Acho muito importante. Talvez um surfista muito experiente consiga atingir os seus objetivos sozinho mais facilmente.

 

Noutro caso, o treinador tem um papel fundamental no processo de atingir os resultados a longo prazo, e começa logo no apoio à identificação dos objetivos.

 

A partir daí, passa a delineação da estratégia do percurso, e mais tarde é certificar que está tudo certo e fazer possíveis ajustes. O resto é com o aluno ou atleta!

 

Quanto tempo aconselhas ter um treinador de surf para atingir resultados a longo prazo?

Depende muito do surfista, e de quais são os objetivos propostos. Comigo, em condições normais, o tempo mínimo de relação treinador-aluno são 2 anos.

 

Como continuar o desenvolvimento da prática de surf após o acompanhamento com um treinador de surf? Como identificar que é necessário novamente recorrer a um treinador?

A relação com o treinador nunca deve acabar por essa mesma razão: muitas vezes há a necessidade de voltar a treinar. Terminado um período de acompanhamento, o surfista deve receber uma série de conselhos que o permitam continuar a progredir. Quando sente que progressāo pára ou algo está mais lento, é altura de voltar a consultar o treinador.

 

 

O treinador de surf é importante também para a motivação ou atua mais numa vertente técnica, sendo que ambas se relacionam certo?

Sem dúvida que o treinador tem de trabalhar a área psicológica, especialmente a motivação. Em surfistas tecnicamente muito desenvolvidos, é até comum o trabalho ser mais na base psicológica do que técnica.

Agora uma pergunta: Surfas melhor quando tens bons, ou maus surfistas à tua volta? Imagino que a resposta seja bons… E porquê? Porque indiretamente te motivam a elevares o teu nível. E é um bocado esse o trabalho que o treinador tem também. Aliás por essa mesma razão, nos níveis mais intermédios eu entro muitas vezes na água com os meus alunos.

 

Como vês o desenvolvimento do surf em Portugal e de que forma isso tem tido um impacto no treino de surf?

Vejo-o com muita satisfação. Apesar de achar que ainda não estamos ao nível que podemos estar, a evolução nos últimos anos tem sido muito boa, e esta evolução está de mãos dadas com a evolução do treino de surf que, quando eficaz nas várias vertentes, reflete-se também na evolução geral do surf.

 

 

 

Em relação à fase em que vivemos, que impacto teve no teu projeto e que adaptações e recursos conseguiste desenvolver?

Gosto de ver tudo o que nos acontece com uma perspetiva positiva, ou pelo menos tentar-me adaptar para ter vantagens das condicionantes externas. Nos últimos meses criei o serviço de Online Surf Coaching que possibilita a evolução do surf em várias vertentes a partir de casa, utilizando diferentes ferramentas, como por exemplo a análise de vídeo, ou algumas discussões teóricas com base em artigos específicos sobre surf, e treino físico e complementar.

 

Enjoy Surf Project
O Surfcoach Diogo a dar o exemplo aos seus alunos

 

De que forma “fora da água” é possível manter a resistência e forma física necessárias para uma melhor prática do surf? Que outros desportos aconselhas para complementar a prática de surf?

É perfeitamente possível manter a forma física fora de água, e até mesmo melhorar. É preciso estar ativo, e trabalhar bem através de treinos físicos e funcionais. Depois há uma condicionante da resistência e força específica na água e aí perde-se sempre uma parte mas que depois também se recupera rapidamente.

Para além do treino funcional, aconselho o skate (simuladores de surf) para a parte técnica e gosto muito do yoga para a parte física (força, equilíbrio, mobilidade e flexibilidade).

 

 

Como podemos gerir o stress psicológico quando não podemos surfar? Que impacto o impedimento da prática do surf pode ter na nossa vida e no nosso desenvolvimento da técnica na água?

É normal que uma pessoa que faz surf regularmente, quando se vê privado disso, sofra de algum stress mas não é nada de incontrolável. Temos de ser capazes de passar o foco para algo mais positivo, como por exemplo melhorar as capacidades físicas e/ou mesmo teóricas.

 

 

Surfar é “como andar de bicicleta”, nunca se esquece, ou existem de facto regressões se não existir uma prática regular ou qualquer prática complementar?

Concordo em parte com essa expressão. É um desporto muito técnico, e com algumas bases teóricas, como por exemplo a linha de onda que o surfista quer ter.

Apesar disso, o surf também é um desporto que exige ritmo, e depois de algum tempo parados, é preciso algumas sessões para o “back to the rhythm”, para a memória muscular voltar, e para voltar a ter a tal resistência específica. Neste sentido acho que pode haver alguma regressão mas perfeitamente recuperável…

 

 

Achas que consegues nomear 3 dicas para uma melhor progressão no surf? Tanto para os menos experientes como para os mais?

1 – Surfa por prazer
2 – Mantém um estilo de vida saudável
3 – Velocidade e estilo valem ouro

 

 

Obrigado pela tua colaboração! Boas ondas!


Credit foto: CAPTURING HAPPINESS

 

 
 

Partilhar:

Share on facebook
Facebook
Share on whatsapp
WhatsApp
Share on linkedin
LinkedIn
Blog

Últimos artigos

pt_PTPT

Recebe as novidades do borasurfar:

prancha de surf usada

Pranchas usadas

Os últimos anúncios de pranchas de surf usadas

Equipamento usado

Fato de surf usado, quilhas, capa de surf, capacete e muito mais.

Profissionais do surf

Escolas de surf, aluguer de pranchas, surfshops, surfcamps e muito mais.